Svenja Tiger “Unearthy but human, unhuman but earthy”

Unearthy but human unhuman but earthy

Exposição de Svenja Tiger

inauguração dia 29 de Maio às 17h00

O que nos torna terráqueos caracteriza-nos enquanto humanos.
Criaturas que sugam abundantemente, chucham insistentemente e se excessivamente multiplicam.
Tudo o que é vivo é tornado ferramenta.
Não pode ser assim! Olhos nos Olhos!
Intitulamos-nos terráqueos, o que faz de nós seres da Terra. Procuramos um rumo que vá de encontro e não contra, a criação de um tecido comum, através da Sympoiesis: a capacidade de agir em companhia.Unearthy but human, unhuman but earthy é um lugar onde se experimentou a criação, onde a podemos ver, e ao mesmo tempo um lugar dinâmico que vos convoca. Que se manifestem os espaços mágicos, que se espreitem para debaixo dos tapetes, que se desumanize a máscara. A forma rosto desenterra-se do dia a dia planetário, do sono, para a verticalidade desafiante onde brincamos, torcemos e imaginamos, para além das nossas aparências.
Prevalece uma intenção silenciosa; procurar-curar.